Educação Infantil e o Papel do Professor

A Educação Infantil

Texto próprio

A Educação Infantil é a base para o desenvolvimento integral da criança. É nela que a criança tem a oportunidade de desenvolver e iniciar suas habilidades e competências para uma vida no seio da família e na sociedade. Conforme o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil – Introdução é apontando que:

A criança como todo ser humano, é um sujeito social e histórico e faz parte de uma organização familiar que está inserida em uma sociedade, com uma determinada cultura, em um determinado momento histórico. (RCNEI, p. 21)

Sendo assim, o que deve ser priorizado nesta fase é a formação da identidade com a valorização da história individual de cada criança. Promover sociabilidade, a linguagem, a interação. Adequar os meios de se comunicar, se atentando para diálogo que traduza segurança e afetividade. Assim, possibilitar o prazer de iniciar novas descobertas através de um olhar ao mundo e ao outro com a aprendizagem de diferentes linguagens: movimento, música, artes visuais, linguagem oral e escrita, natureza, sociedade e matemática.

Para que este objetivo seja algo atingível, o professor da educação infantil precisa e deve ser um pesquisador e sempre estar atualizando seu conhecimento, suas técnicas, etc.

Segundo estudos realizados em 1994 (RCNEI, p.39) aponta que muitos profissionais que atuam na Educação Infantil ainda não possuem formação adequada, trabalham em situações precárias e com salários bem baixos. O próprio Referencial para a Educação Infantil já nos faz um levantamento do quão importante é a primeira infância na formação da identidade da criança, considerando assim a responsabilidade impar que cabe ao profissional que atuará nesta área estar muito bem preparado. Contudo, temos um contraste entre o ideal e o cenário que temos notícia hoje das creches que recebem nossas crianças.

A Educação Infantil diante dessa grande responsabilidade que possui necessita de uma atenção especial do educador. É na primeira infância que podemos propiciar oportunidades para formar um ser humano mais consciente, crítico, comunicador, confiante, reflexivo, pró-ativo, social e apto para aprender e desvendar o mundo ao seu redor e ao mesmo tempo em que se descobre.

E a grande questão que professor o deve se fazer é: Como proporcionar todo este aprendizado de uma forma que a criança viva o momento dela, que é ser criança?

O RCN deixa claro que todas as experiências das crianças precisam ser vivenciadas com prazer e alegria. Portanto, o professor tem a necessidade de ver a criança com um olhar voltado para o que ela é, quais suas necessidades, o que ela pode e consegue aprender no momento, o que ela tem potencial de aprender, identificar oportunidades para provocar o interesse e usa-lo a favor de uma educação ativa e progressiva.

Na Educação Infantil não se pode ficar atrelado a conceitos prontos e fórmulas, há de ser considerado o contexto da criança e o seu momento, sua fase de desenvolvimento, suas características sócioeconômicas, afetivas, etnias, religião, etc. O educar precisa ser permeado de afetividade e atenção a esse mundo a ser descoberto. A criança precisa ser, precisa ter espaço para aprender e se comunicar, precisa se sentir segura e acima de tudo compreender que a escola é uma extensão de um cuidado e proteção destinada a ela.

Portanto, o educador que atua em Educação Infantil deve conhecer todos os estágios de desenvolvimento, conhecer a psicologia infantil, compreender sobre afetividade, ludicidade, psicomotricidade, a importância do faz de conta, a história e a cultura em que a criança está inserida e ser apaixonado pelo que faz.

Outro ponto importante que não poderia deixar de mencionar é a fala do professor, a maneira que usa para se comunicar com a criança. Essa fala precisa ter todo um cuidado e intenção em educar e proporcionar oportunidades para o desenvolvimento infantil. Assim, como também o professor deve ser conhecedor de sua enorme responsabilidade, pois num diálogo com uma criança você pode se tornar uma referência ou um trauma para o resto daquela vida. Nosso comportamento e atitude, queiramos ou não vai deixar marcas.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretária da Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil – Brasília; MEC/SEF, 1998. (V.01, 02 e 03)

Bons Estudos!

Por Laynne Cris

Anúncios

Sua opinião é muito importante para mim! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s