A importância da Leitura (parte 01)

A Importância da Leitura

A Importância da Leitura

A leitura é algo que sempre me impressionou por diferentes aspectos: os fisiológicos, os cognitivos, os visuais, os inimagináveis, os psicológicos, emocionais, etc. Enfim, ler é um ato de compreensão do código escrito, ou seja, atribuir ou reconhecer o sentido daqueles sinais gráficos, segundo o que “dizem” alguns dicionários e livros.

Acho essa explicação bastante simplória para uma ação que é tão importante e essencial na vida de qualquer ser vivo pensante e nunca me conformei só com algumas verdades prontas e estou sempre em busca de um novo parecer.

Então, visando trazer um artigo que seja útil para a vida acadêmica de qualquer estudante, e que também possa ser útil para aperfeiçoar a atuação do professor ou para alguém que deseja iniciar-se em leituras mais diárias, tenho pesquisado há algum tempo várias informações acerca de meios que facilitam a leitura, inclusive no meu TCC tem um capítulo inteiro sobre a leitura, pois é um processo importante para a formação da pessoa, e ter uma compreensão mais ampla de todos os aspectos que envolvem a leitura facilita e viabiliza um melhor desempenho no meu trabalho.

Pra mim, como leitora ativa, é bastante complicado compreender como alguém não gosta ou não sabe ler, pois sempre me vi lendo. Desde menina os livros entraram na minha vida e fui aprendendo aos poucos a decodificar aquelas letrinhas e fui dando sentido á elas e, aos poucos já lia e compreendia vários gêneros de texto e não consigo me imaginar sem livros.

Mas, hoje já com uma formação mais completa e uma maior experiência de vida reconheço que todas as coisas precisam de um mecanismo/ação que os aproxime para que ocorra interação. E o ato de ler é uma dessas coisas.

Para efeitos didáticos a primeira coisa a se declarar sobre o ato de ler é compreender que “tipo de informação o leitor precisa utilizar para compreender um texto?”

Paulo Freire comenta no livro “A importância do ato de ler” que a leitura inicia-se desde a mais tenra idade. O autor enfatiza que ler é a extensão de perceber o mundo, e que a leitura da palavra vem depois com a apropriação deste conhecimento em letras.

Refiro-me a que a leitura do mundo precede sempre a leitura da palavra e a leitura desta implica a continuidade da leitura daquele. […] Movimento em que a palavra dita flui do mundo mesmo através da leitura que dele fazemos. De alguma maneira, porém, podemos ir mais longe e dizer que a leitura da palavra não é apenas precedida pela leitura do mundo mas por uma certa forma de “escrevê-lo” ou de “reescrevê-lo”, quer dizer, de transformá-lo através de nossa prática consciente (FREIRE, 2011, p. 30).

Neste fragmento, citado acima, fica claro que para Paulo Freire é importante todas as fases vividas em nossa vida, e que a forma como apreciamos e percebemos o mundo auxilia e colabora para que nosso cérebro amadureça e que haja um determinado número de informações que, mais tarde usaremos para auxiliar na formação do processo de aprendizagem da leitura e escrita da palavra.

Em consonância com os pensamentos freiriano as autoras do livro “É possível facilitar a leitura”, Yara Liberato e Lúcia Fulgênico, afirmam que o conhecimento de mundo e o assunto do texto são fundamentais para que o leitor possa fazer inferências e ter uma leitura mais produtiva e prazerosa.

Tendo como base essas informações podemos compreender que para iniciar uma leitura, é necessário um preparo especial para ela.  E como fazer isso?

  • Identificar o tema abordado e em caso de falta de conhecimento investigar; (Como leitora esse processo pra mim inicia-se quando namoro um livro: leio a capa, a contracapa, também leio a sinopse, as informações sobre o autor, etc. No caso de um tema que desconheço pesquiso sobre este);

  • O uso da linguagem – (nãoverbal, figuras de linguagem, o próprio idioma, a estrutura de orações, conhecimento lexical, a época do texto, a cultura, etc);

  • O formato da fonte (dependendo da idade do leitor);

  • Sobre o autor;

  • O gênero de textos e os literários, etc

Em síntese, para esses autores, a leitura é o resultado da interação entre o que o leitor já sabe e o que ele retira do texto. Ou seja, a soma da informação visual mais as informações não visuais, que seria este preparo que mencionei anteriormente, também conhecido como pré-leitura, dá-se a leitura reflexiva.

O ato de ler pode-se atingir vários níveis de leitura, que comumente são conhecidos em cinco níveis. Sendo o primeiro, o período em que o indivíduo começa a apreender o conhecimento do código escrito, a alfabetização.

A elevação dos níveis de leitura dá-se com o processo de amadurecimento e a experiência no processo de leitura e compreensão do texto lido. Não irei mencionar aqui sobre cada nível de leitura (posso fazer outro artigo sobre isso).

Este artigo destino em especial para falar sobre a compreensão da leitura, a leitura funcional, e em como ela pode ser realizada de modo produtivo.

A leitura funcional é aquela em que se tem uma compreensão parcial ou total do texto lido. Nesta leitura o leitor busca construir um sentido para o texto. Esse processo acontece graças a nossa percepção, a visão, o conhecimento linguístico e o conhecimento de mundo.

A compreensão do texto perpassa pela ação de dois processos de leitura que ocorrem simultâneos, e são chamados de: ascendente ou bottom-up; o processo que se baseia na informação visual do texto. E o processo descendente ou top-down; que se baseia na informação não-visual que o leitor possa a vir inferir do texto, e as previsões de leitura, quando o leitor observa o objeto e pode identificá-lo sem precisar de uma análise do todo.

Tem-se por hipótese que o cérebro durante uma leitura é capaz de processar no máximo 4 palavras por segundo ou 240 palavras por minutos. Isso baseando que o leitor tenha total conhecimento de vocabulário e de ortografia.

O processo baseia-se na percepção visual de uma determinada informação e o reconhecimento que o nosso cérebro leva para encontrar uma resposta para a mesma, dando neste intermédio de segundos os resultados que precisamos para compreender a leitura sem interrupções.

Compreende a importância da pré-leitura com base nestas informações?

Veja que o cérebro precisa ter um acervo razoável e uma determinada experiência de treino para que essa leitura possa ser prazerosa e apreendida. Aquela ideia que o cérebro está enferrujado tem suas verdades. Assim como qualquer músculo precisamos exercitar nossa mente, nossa percepção, e foco. (isso daria outro artigo) Jogos da memória, leituras diárias, jogos de imaginação, raciocínio lógico auxiliam para que os “músculos cerebrais” possam ganhar maior elasticidade.

Caso contrário, o ato de ler torna-se cansativo e até mesmo desmotivador. O que acredito que leva a muitos a desistirem de ler com certa frequência e até mesmo a não gostar de ler.

Levando em consideração que precisamos treinar nossa mente e nos educar para atingir um nível de leitura mais fluente, deve-se também conhecer o tipo de material adequado para tal.

Começar a ler com textos e livros com uma linguagem mais próxima da oralidade, ou seja, com informações mais claras e objetivo mais nítido. Em outras palavras, um conteúdo com frases e orações limpas de metáforas, analogias, longas, com dialetos menos usuais, informações históricas pouco conhecidas, eleger textos com ilustrações, etc.

Essas informações são importantes como ferramenta de trabalho para o professor, que auxiliará nas escolhas dos textos e livros para trabalhar em sala de aula. Deve-se considerar a idade, o amadurecimento psicológico e cognitivo da criança, e o conhecimento de mundo a quem se destina a leitura de determinado texto.

É apropriado que se faça uma contextualização do tema a ser lido; importante que se leia em voz alta para aprender a entonação da voz, o uso da pontuação, prestar atenção em cada palavra, mostrar o cuidado que se deve tomar com as previsões errôneas para perceber o sentido correto que o texto pretende transmitir, etc.

Acima de tudo, a leitura precisa ser movida por um interesse. E o interesse só aparece quando as circunstâncias da pré-leitura são desenvolvidas com carinho e bastante paciência por alguém que realmente conhece o prazer e a importância do ato de ler.

Ler é mais que atribuir sentido para coisas ou apreensão de conhecimento. Ler é ter um amigo para sempre, ler é ter alguém silencioso para conversar, ler é exercício mental e físico, ler é diversão e entretenimento, ler transforma e forma seres pensantes e mais críticos acerca de tudo que o cerca.

Ler é vida e dá vida e transforma o pensar.

Ensine uma criança a ler lendo para ela.

Para deleite de todos um vídeo a Importância do ato de Ler de Paulo Freire

Um abraço carinhoso 

assinatura

Anúncios

Sobre laynnecris

Sou Elaine C. Andrade. Hoje (2017) tenho 38 anos. Sou apaixonada pela leitura e por escrever. Sou formada em Pedagogia e pretendo me especializar em Inglês, alfabetização e gestão escolar. Tenho uma fascinação por músicas e Inglês. Atualmente tenho me dedicado muito na busca da fluência e sou professora alfabetizadora em Inglês. Minha meta é passar no exame da IELTS e talvez morar fora um tempinho. A leitura é para mim um meio muito prazeroso de poder atingir locais e lugares inimagináveis, além de ser uma terapia e uma fonte de conhecimento sem fim. E quando aprendemos nos proporcionar esses momentos para entretenimento, ler torna-se uma atividade necessária para o dia a dia. Também gosto de desenhar, colorir, ouvir músicas. No entanto, faço com menos frequência (só quando surge aquela vontade enorme ou sobra um tempinho). Agora ler nunca estou sem ler algo e onde vou tenho um livro comigo. Me sinto mal se não posso ler. É uma necessidade. Embora ultimamente tenho lido mais livros técnicos e materiais em Inglês. Nasci em Suzano e atualmente moro num bairro de Mogi das Cruzes e estou aprendendo a me adaptar por aqui. Também adoro participar de comunidades de leitura no facebook e canais literários do youtube. Conhecer pessoas, descobrir novos talentos e as vezes encontramos pessoas muito maravilhosas. Enfim, sou uma mulher e profissional comprometida e apaixonada pelo que faço, amo minha minha família e amigos mais que tudo neste mundo. "Que aonde eu passar eu faço amigos e possa agregar valores e aprender também". Laynne Cris
Esse post foi publicado em TEXTOS ACADÊMICOS e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A importância da Leitura (parte 01)

  1. roccalex1 disse:

    Amiga Elaine, indiquei você para a responder a [TAG] “Irmandade dos Blogueiros do Mundo”. As regras estão no meu blog https://lendomuito.wordpress.com/?p=802&preview=true&preview_id=802
    Se já respondeu, desconsidere.
    Um beijo.
    Alex

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Os bastidores do Meu Espaço Literário | Meu Espaço Literário

Sua opinião é muito importante para mim! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s