Comentários do Livro “A menina que não sabia Ler” Autor: John Harding

Image

A menina que não sabia ler

Comentário do Livro – A menina que não sabia ler

Autor: John Harding

A menina que não sabia ler é totalmente surpreendente, não esperava jamais o desfecho que teve a trama. É uma boa história, mas recomendo para quem ler que não crie muito expectativas, pois o final e inimaginável.

A história se passa no ano de 1891, na Nova Inglaterra, uma jovem de apenas 12 anos se vê solitária numa grande mansão velha chamada Blithe, após o irmão mais novo ter sido mandado para estudar fora.

A alfabetização lhe foi proibida por seu tutor e tio, do qual nunca tinha visto a não ser por um retrato na entrada principal da grande mansão.

Florence e Giles vivem apenas com a presença de funcionários que cuidam de suas necessidades e dos afazeres da casa. Só tem um ao outro.

Uma menina muito criativa, esperta e cheia de imaginações. Tem em sua vida o instinto e uma obcessão de proteger o irmão, por ser ele a única pessoa em sua vida.

Uma das brincadeiras preferidas dos dois era a de esconder-se pela mansão, e em uma dessas aventuras Florence descobre a grande biblioteca da casa, que pelo que parecia estava abandonada há muito tempo. Apaixona-se por ela imediatamente e a ansiedade por aprender a ler torna-se um objetivo em sua vida.

Sem Giles (o irmão mais novo) Florence não tem nada mais a fazer senão a aprender a ler, e com muito sacrifício a menina aprende a ler a partir de sondar e perguntar a Jonh, um funcionário da casa, sobre uma letra e outra enquanto ele lia seu jornal.

A trama avança com suas aventuras para conseguir ler sem ser descoberta e a forma extremamente devota que ela dá a seus momentos de leitura.

Durante os primeiros capítulos é notável a solidão e a falta de afeto que Florence sofre, ela não conversa com ninguém, além de responder coisas óbvias a Srª. Grouse, a governanta e aos outros funcionários. O único momento que ela começa a conversar com uma pessoa sem ser seu irmão Giles é quando Theo lhe é apresentado. Um rapazinho que sofre de asma, que vem pra cidade nas férias de verão ou quando está com crise asmática.

A forma como ela descreve tudo o que faz deixa a leitura cativante e curiosa para quem gosta dos detalhes a cada capítulo. Vivendo em seu mundo de imaginação e leituras a jovem passa dias, meses e anos. Sendo seus companheiros apenas os livros e a companhia de Theo quando este está na cidade, o que de inicio é até considerado um intruso que vem atrapalhar seus momentos de “bibliotecagem”.

O autor brinca o tempo todo com as palavras, inventando verbos para algumas situações que a protagonista vive, a qual define esse uso como uma paixão da menina por Shakespeare.

O livro segue suave como um romance literário infanto-juvenil com uma narrativa repleta de imaginações de uma garota que só tem como referência o que aprende nos livros. E até o fim da primeira parte não tem muitas novidades.

Porém,  na segunda parte o autor dá uma reviravolta brusca na trama. Tomando a história com um grande mistério diante de algumas situações estranhas que acontecem que se misturam a realidade e aos sonhos atormentados e frequentes da jovem Florence, parecendo-se com um romance policial e por vezes até sobrenatural. Confesso que chega a dar arrepios (fico imaginando como seria um filme, muito suspense e susto).

Mas, toda história é narrada por Florence, então não dá pra saber se é fruto da imaginação dela ou se é real. Fica cada vez mais interessante e a vontade de continuar lendo é insaciável.

A essa altura é possível identificar em Florence um ciúme e uma carência muito grande. O que a faz querer proteger o irmão a qualquer preço. Tem também a busca pra conhecer a sua verdadeira história e os sonhos que ela passa contar deixa a história bastante intrigante.

Pra quem curte aventura, suspense, emoções e uma boa reflexão é uma boa leitura.

Apesar de ter ficado totalmente surpresa com o desfecho da história, gostei bastante. Foge um pouco das minhas paixões que são os romances, mas agradou.

Bom, agora vou ler 1808 (jornalismo literário) o autor promete uma grande história e adoro dar uma voltinha no passado através de um bom livro.

Kisses e até próximo post

Laynne Cris

Anúncios

Sobre laynnecris

Sou Elaine C. Andrade. Hoje (2017) tenho 38 anos. Sou apaixonada pela leitura e por escrever. Sou formada em Pedagogia e pretendo me especializar em Inglês, alfabetização e gestão escolar. Tenho uma fascinação por músicas e Inglês. Atualmente tenho me dedicado muito na busca da fluência e sou professora alfabetizadora em Inglês. Minha meta é passar no exame da IELTS e talvez morar fora um tempinho. A leitura é para mim um meio muito prazeroso de poder atingir locais e lugares inimagináveis, além de ser uma terapia e uma fonte de conhecimento sem fim. E quando aprendemos nos proporcionar esses momentos para entretenimento, ler torna-se uma atividade necessária para o dia a dia. Também gosto de desenhar, colorir, ouvir músicas. No entanto, faço com menos frequência (só quando surge aquela vontade enorme ou sobra um tempinho). Agora ler nunca estou sem ler algo e onde vou tenho um livro comigo. Me sinto mal se não posso ler. É uma necessidade. Embora ultimamente tenho lido mais livros técnicos e materiais em Inglês. Nasci em Suzano e atualmente moro num bairro de Mogi das Cruzes e estou aprendendo a me adaptar por aqui. Também adoro participar de comunidades de leitura no facebook e canais literários do youtube. Conhecer pessoas, descobrir novos talentos e as vezes encontramos pessoas muito maravilhosas. Enfim, sou uma mulher e profissional comprometida e apaixonada pelo que faço, amo minha minha família e amigos mais que tudo neste mundo. "Que aonde eu passar eu faço amigos e possa agregar valores e aprender também". Laynne Cris
Esse post foi publicado em Resenhas e Comentários. Bookmark o link permanente.

Sua opinião é muito importante para mim! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s